Dieta mediterrânea: por que é considerada uma das mais saudáveis?

4 minutos para ler

“Você é o que você come”. Essa é uma expressão já difundida na sociedade e que retrata muito bem o papel da alimentação na vida das pessoas: a dieta adotada é determinante na saúde como um todo. Diante do impacto na qualidade de vida e bem-estar, qual seria a melhor escolha?

A dieta mediterrânea foi declarada pela UNESCO como patrimônio cultural imaterial da humanidade. Tamanha importância retrata o impacto não só na saúde, mas também na cultura de diversos povos.

De geração em geração, os conhecimentos são repassados e estudados por especialistas, que visam identificar os elementos da dieta em questão e esclarecer o motivo de ser uma das mais saudáveis do mundo. Conheça mais sobre ela!

Entenda o que é a dieta mediterrânea 

Geograficamente, o Mediterrâneo é um mar que interliga 3 continentes. Ao longo do tempo, teve papel determinante para a história da humanidade, além de ser o berço de diversas civilizações. A variedade cultural da região é repleta de rituais, expressões e características únicas.

Podemos dizer que a alimentação é uma das especificidades, sendo muito influenciada pelo clima do local. Do ponto de vista agrícola, diversos são os desafios enfrentados no cultivo, como períodos de cheia e de secas.

Além do clima, o terreno irregular também tem efeito na produção alimentícia, e tudo isso, direcionou para peculiaridades na disponibilidade de alimentos, no seu preparo e, consequentemente, na composição da dieta.

Saiba por que é uma alimentação saudável

Embora as particularidades citadas tenham moldado, de certa forma, a cultura alimentar da região, há um grande benefício para a saúde. Sabidamente, é ela considerada uma das dietas mais saudáveis do mundo, principalmente pela proteção oferecida contra uma série de enfermidades.

Sabe-se que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. Por outra parte, os habitantes do sul europeu apresentam baixas taxas de mortalidade por doenças cardiovasculares. 

Complementando, há fator protetor contra doenças metabólicas, como diabetes tipo 2 e obesidade. Ressaltamos ainda a prevenção de condições neurológicas degenerativas, seja Alzheimer, seja Parkinson.

Os benefícios são, em grande parte, atribuídos à riqueza de nutrientes, principalmente vitaminas, minerais e antioxidantes. Em suma, a dieta do mediterrâneo promove uma maior longevidade devido aos benefícios à saúde.

Descubra quais alimentos estão incluídos

Vimos quais nutrientes têm destaque na dieta mediterrânea e agora vamos saber quais alimentos compõem esse tipo de alimentação!

Começando pela gordura, é importante destacar a preferência pela insaturada. Assim, opte pelo azeite de oliva em detrimento das gorduras saturadas. Outra característica é a preferência por pescados em vez de carne vermelha.

Já a fonte alimentar de energia são os cereais pouco refinados, como arroz e trigo, que são complementados pela batata e outras leguminosas. As frutas e hortaliças também têm destaque na dieta, tendo em vista que as substâncias interagem e potencializam os benefícios.

O modo de preparo é importante: há uma preferência por ervas aromáticas em vez do sal. Em suma, prefira alimentos de origem vegetal em vez de origem animal e prepare-os com o tempero adequado, em forma de sopa ou cozidos.

Por fim, não se esqueça das bebidas. Ao longo do dia busque se hidratar com água, colocando-a como bebida de destaque. Nas refeições há o costume de consumir moderadamente vinho, mas não exagere!

Agora que você já sabe a importância da dieta mediterrânea e quais são os alimentos que nela se destacam, que tal começar a pôr isso em prática? Então procure um profissional especializado, e juntos estabeleçam estratégias para a implementação da dieta no dia a dia. Não se esqueça de que outros hábitos de vida também influenciam na maior longevidade, como uma vida menos sedentária e mais ativa.

Gostou do texto? Siga nossas redes sociais e não perca os conteúdos! Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e Twitter!

Posts relacionados