Qual a diferença entre gripe e resfriado? Venha descobrir!

4 minutos para ler

Saber a diferença entre gripe e resfriado é importante, já que esse conhecimento influencia nos cuidados a serem tomados e na forma de tratamento. Muitas pessoas confundem essas duas condições por apresentarem algumas semelhanças.

Entretanto, há diferenças marcantes que se relacionam às causas, intensidade, duração, região das vias respiratórias afetada e tipos de complicações. Quanto aos pulmões, a gripe pode afetá-los em toda a extensão; já o resfriado, ele apresenta sintomas mais leves e raramente evolui para doença pulmonar. De qualquer forma, é sempre importante consultar um médico e fazer exames laboratoriais, quando o profissional entender que são necessários.

Neste artigo vamos explicar as causas da gripe e do resfriado, como se propagam, principais diferenças nos sintomas, possíveis complicações e como prevenir essas doenças. Continue a leitura para saber mais!

Quais são as causas da gripe e do resfriado?

A gripe refere-se a uma infecção respiratória causada pelo vírus influenza, que pode ser mais ou menos grave. Embora o resfriado também seja uma infecção respiratória viral, existem diversos tipos de vírus que podem provocá-lo, como os Adenovírus, Rinovírus, Parainfluenza, entre outros.

A propagação da gripe e do resfriado é semelhante, e as pessoas podem ser contaminadas por:

  • contato com a pele — abraços e apertos de mão;
  • gotículas respiratórias no ar — liberadas ao respirar ou tossir;
  • saliva — compartilhamento de objetos que vão à boca;
  • superfícies contaminadas — maçanetas, corrimãos, mesas, roupas de cama, entre outras.

Quais são as principais diferenças entre sintomas?

Na gripe, a febre é muito comum e costuma ficar acima de 38ºC, principalmente em crianças. Em geral essa doença dura de 7 a 10 dias, deixa o paciente prostrado e, nos casos mais graves, pode causar falta de ar. Seus principais sintomas são:

  • dor de garganta;
  • dor muscular e nas articulações;
  • febre alta;
  • tosse e coriza.

Já no resfriado, a febre só aparece em crianças pequenas, provoca coriza, espirros e tosse, mas a pessoa consegue ficar bem-disposta. Os sintomas persistem por 2 a 4 dias e as pessoas costumam apresentar:

  • febre baixa ou ausência de febre;
  • leve dor de cabeça;
  • tosse, coriza e rouquidão.

Quais são as possíveis complicações dessas doenças e quais cuidados devem ser tomados?

A principal complicação que pode ocorrer em quadros gripais é a pneumonia. Já nos casos de resfriado, eles podem evoluir afetando os ouvidos e as vias respiratórias, provocando doenças como otite, sinusite e bronquite.

Algumas medidas simples podem ajudar a não sofrer com os incômodos dessas doenças. Para tanto, é preciso ter alguns cuidados no dia a dia, como:

  • evitar o contato próximo com pessoas que apresentem sintomas de gripe ou resfriado;
  • lavar as mãos com frequência;
  • manter os alimentos bem ventilados;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal;
  • utilizar lenços descartáveis ao tossir ou espirrar — quando não for possível, cobrir o nariz com a parte interna do cotovelo;
  • ter uma alimentação equilibrada para aumentar a imunidade;
  • praticar atividades físicas;
  • tomar água necessária para uma boa hidratação.

Como vimos, a diferença entre gripe e resfriado se encontra, principalmente, nas causas, intensidade dos sintomas, duração e possíveis complicações que podem ocorrer. Além dos cuidados para a prevenção, é muito importante buscar ajuda médica para evitar agravamentos.

Gostou deste artigo? Então compartilhe-o em suas redes sociais para que mais pessoas saibam diferenciar a gripe do resfriado!

Posts relacionados

Deixe um comentário