Exame de sangue PSA: entenda mais sobre esse assunto!

4 minutos para ler

Quando o assunto é câncer de próstata, estamos lidando com um tumor maligno que é um dos mais frequentes na população masculina no mundo. O que torna a situação mais grave é o aumento da incidência, ou seja, o número de casos sobe com o passar dos anos.

Vários fatores podem ser atribuídos a isso, até mesmo o aumento da expectativa de vida. Vale ressaltar que a detecção precoce é fundamental para viabilizar uma maior chance de cura, considerando a elevada mortalidade associada.

Entre os testes disponíveis para rastreamento, o exame de sangue PSA figura como um dos itens da avaliação para prevenir ou diagnosticar o câncer de próstata, o que não afasta a necessidade de aplicação de outros métodos conforme a avaliação médica. Confira mais sobre o assunto!

Entenda o que é o exame de sangue PSA

O antígeno prostático específico, também conhecido como PSA, é uma proteína produzida por células da próstata. Sendo assim, os aspectos são proporcionais: um aumento da glândula, ou de parte dela, aumenta a produção da proteína PSA.

Vale ressaltar que existem duas condições principais que resultam no aumento da próstata: o tumor maligno e a hiperplasia benigna. Contudo, o exame de sangue retrata apenas o resultado da dosagem e, caso o valor constatado indique elevação, é necessária a interpretação médica à luz de outros dados obtidos na consulta, para se saber do que se trata.

Assim como representam uma etapa no rastreamento e diagnóstico, os níveis de PSA no sangue também auxiliam na monitorização do tratamento, caso haja confirmação do tumor.

Saiba para quem ele é indicado

Há indicações específicas para a realização do exame. É reconhecido que os programas de rastreamento baseados na medida do PSA em homens com idade entre 55 e 69 anos podem, a cada 1.000 homens testados, evitar cerca de 2 mortes por câncer de próstata e prevenir cerca de 3 casos de câncer de próstata metastático.

A Sociedade Brasileira de Urologia e a Sociedade Brasileira de Patologia Clínica / Medicina Laboratorial recomendam a consulta com urologista a partir dos 50 anos de idade, especialmente para homens saudáveis, com expectativa de vida maior que 10 anos. A partir da avaliação médica, o médico e o paciente podem discutir e decidir em conjunto sobre os riscos e benefícios de realizar a triagem pelo PSA. Duas exceções se aplicam: negros e seus descendentes e aqueles com histórico de câncer de próstata na família que devem começar a fazer exame de próstata aos 45 anos.

Descubra como o exame é interpretado

Como dito, os níveis de PSA são proporcionais ao de tecido prostático, na maioria dos casos. Não é possível afirmar que sempre serão proporcionais, pois cerca de 15% de homens com PSA em valores considerados ideais são diagnosticados posteriormente com câncer por meio da biópsia.

Além disso, alguns fatores elevam a quantidade de PSA no sangue e não retratam, necessariamente, a presença de tumor, como:

  • avançar da idade;
  • crescimento natural da próstata;
  • nódulos não malignos;
  • inflamações da glândula.

Sendo assim, o diagnóstico não pode se basear apenas no resultado da dosagem, mas ser complementado por meio de exames de imagem e, principalmente, da biópsia realizada pelo anatomopatológico. E é importante lembrar que por vezes o PSA pode mostrar-se em nível considerado “normal”, mas pelo toque o médico pode suspeitar da doença em áreas da glândula que o levam a aplicar outros métodos para confirmar o diagnóstico.

Concluímos, enfim, que o exame de sangue PSA é um método importante no rastreamento do câncer de próstata. Alterações na dosagem direcionam a investigação para uma abordagem mais específica e, quanto mais rápido detectada a condição, maior a chance de sucesso no tratamento.

Não deixe de procurar um urologista e seguir as condutas por ele indicadas! Assim, você realizará o exame no momento adequado e terá uma análise especializada dos resultados. Mas tome o cuidado de informar-se quanto às condições: você não deve ter montado a cavalo ou praticado ciclismo/motociclismo antes do exame, pois essas práticas elevam o PSA sem que o aumento signifique doença.

Agora, que tal saber quais outros elementos podem ser analisados em um exame de sangue?

Posts relacionados

Um comentário em “Exame de sangue PSA: entenda mais sobre esse assunto!

Deixe um comentário