“Estou com a urina vermelha, e agora?”   Saiba o que pode ser!

7 minutos para ler

A urina é um material muito útil para a detecção de doenças, o que já fora percebido por Hipócrates há muitos séculos. A sua cor normal pode apresentar uma variação entre tons de amarelo claros a escuros. Outras cores, contudo, podem ocorrer devido a componentes de alimentos ou medicamentos, mas essa alteração também pode ser causada por alguns problemas de saúde, que tornam vermelha a urina. Há até mesmo situações em que ela pode se tornar dourada, marrom, e até negra (doenças hepáticas, intoxicações, e outros problemas).

Neste artigo, vamos explicar as possíveis causas da urina avermelhada, o que pode ser feito para detectar alguma doença relacionada à sua cor e quais exames podem ajudar a esclarecer essa condição. Continue a leitura para saber mais!

Quais as possíveis causas de urina vermelha?

Embora tenha uma aparência preocupante, a urina vermelha nem sempre é indicação de problemas graves ou da presença de sangue, mas é sempre bom ficar atento, já que a cor avermelhada pode ser provocada por algumas doenças. Veja, a seguir, algumas das principais causas possíveis.

Alimentos avermelhados

Muitas vezes, a urina pode apresentar uma cor vermelha quando ingerimos alguns alimentos, principalmente os que contêm uma grande quantidade de corantes, como pode acontecer com bolos de aniversário e guloseimas coloridas artificialmente. Mas alguns alimentos naturais também podem mudar a coloração da urina, como a beterraba e algumas frutas vermelhas.

Cistos renais (doença renal policística)

A doença renal policística é uma condição hereditária em que ocorre formação de bolsas preenchidas com líquidos (cistos) nos rins. Eles aumentam de tamanho com o passar dos anos, levando a uma menor quantidade de unidades de filtração renal em funcionamento.

Algumas pessoas apresentam sintomas tão leves que nem percebem a doença, mas outras podem desenvolver alguns sinais e sintomas, como:

Sangue na urina (hematúria)

A presença de sangue — chamada hematúria — é uma das principais causas de urina vermelha. Mas não é preciso preocupar-se excessivamente, pois nem sempre isso significa a presença de alguma doença grave. Muitas vezes, isso pode acontecer no período de menstruação ou quando a pessoa fez exercícios físicos muito intensos.

Contudo, se a coloração surgir em outras situações e vier acompanhada de sintomas como febre, dor ao urinar ou odor intenso, pode ser sinal de problemas, como:

  • aumento da próstata;
  • câncer na bexiga;
  • cistos renais;
  • infecções do trato urinário;
  • pedra nos rins ou na bexiga;
  • tumores cancerosos e não cancerosos.

Infecção urinária

Em geral, a infecção urinária afeta mais as mulheres e leva ao surgimento de alguns sintomas, como dor ao urinar, vontade frequente e urgente de micção, bem como sensação de peso no fundo do abdome. Nesse caso, a presença de sangue na urina é mais comum quando a infecção se encontra em estágio avançado, contendo uma grande quantidade de microrganismos.

Por isso, em exames de urina quando há esse tipo de infecção é comum a presença de muitas bactérias, células epiteliais e leucócitos, além de hemácias (células do sangue que transportam o oxigênio no corpo). Os casos de infecção urinária devem sempre ser tratados por um médico (em geral o urologista ou ginecologista, ou o clínico geral), já que é preciso conduzir o tratamento com medicamentos antibacterianos específicos de acordo com o microrganismo identificado.

Que medicamentos provocam a coloração vermelha?

Alguns medicamentos, como os antibióticos utilizados no tratamento da tuberculose, podem deixar a urina avermelhada. Da mesma forma, o uso continuado de alguns remédios, inclusive antissépticos urinários, pode alterar a coloração, deixando-a vermelha. Além disso, o contraste para exames, como a ressonância magnética, causa esse efeito.

Nefrite

A nefrite é uma inflamação no rim, que pode ser provocada por qualquer doença inflamatória que atinja o órgão. As infecções urinárias que afetam os rins são identificadas como pielonefrites. Os seus sintomas podem incluir:

  • aumento da pressão arterial;
  • diminuição no volume de urina;
  • excesso de suor, principalmente no rosto, nas mãos e nos pés;
  • inchaço nos olhos ou nas pernas;
  • sangue na urina;
  • urina avermelhada.

Pedras nos rins

Pedras nos rins (cálculos renais) ocorrem mais em adultos. No entanto, elas podem surgir em qualquer idade, provocando sintomas, como dor intensa nas costas, queimação ao urinar e enjoos. Nesses casos, o exame de urina costuma detectar, além das hemácias, alguns cristais, e até cilindros, de acordo com a composição da pedra (oxalato de cálcio, ácido úrico, fosfato triplo, cistina, e outras substâncias).

Embora a presença de sangue na urina (hematúria) seja o primeiro sinal de alerta para o câncer de bexiga, isso não significa necessariamente que a pessoa tenha desenvolvido algum tumor. Em relação à cor, muitas vezes, não há quantidade de sangue suficiente para alterar a cor da urina.

Dessa forma, ela pode se apresentar em tons alaranjados ou, menos frequentemente, em um tom vermelho-escuro. Em alguns casos, a cor da urina pode ser normal, porém a doença pode ser detectada por pequenas quantidades de sangue localizadas em algum exame de urina solicitado para outras situações e sintomas ou em exames de rotina.

O que pode ser feito para detectar problemas no organismo?

A melhor maneira de identificar o que está causando a coloração vermelha na urina é consultando um médico. No entanto, é possível saber se a urina vermelha vem sendo provocada pela ingestão de algum medicamento ou alimento caso ela surja até o dia seguinte.

Nesses cenários, para descartar a possibilidade de alguma doença, deve-se parar de ingerir o alimento e aguardar mais dois ou três dias, observando se a coloração se mantém. Quando a suspeita se relacionar a um medicamento, deve-se consultar o médico que o prescreveu para analisar a possibilidade de troca de remédio.

Urina vermelha acompanhada de sintomas

Quando a cor avermelhada da urina surgir acompanhada de outros sintomas, como dor ao urinar ou febre, é possível que esteja ocorrendo algum problema no trato urinário. Nesse caso, é fundamental consultar um médico para identificar corretamente a causa por meio de exames de urina e de sangue, e por vezes também exames de imagem.

Um dos exames mais importantes na investigação da presença de urina vermelha é a pesquisa de dismorfismo eritrocitário (pesquisa de hemácias dismórficas), que investiga a origem da hematúria: a positividade é indicativa de hemorragia glomerular, ou seja, sangramento nas unidades filtrantes dos rins (e não de outras origens). A análise é realizada por exame do sedimento urinário, o material de fundo que se forma após a centrifugação da urina, pela técnica de microscopia de contraste de fase.

Para garantir que o resultado da pesquisa seja fidedigno, devem ser tomados cuidados específicos na coleta do material para o exame. Nesse sentido, é muito importante escolher um laboratório de confiança, como o PAT Análises Clínicas, que conta com microscópio de contraste de fase operado por profissionais que dominam a técnica, que permite identificar os codócitos e os acantócitos, tipos de hemácias dismórficas que caracterizam a hemorragia glomerular.

Como vimos, a urina vermelha pode ocorrer quando ingerimos alimentos ou medicamentos com essa coloração. No entanto, quando há outros sintomas, como dor e febre, é imprescindível consultar um médico e realizar exames em um bom laboratório para identificar possíveis problemas de saúde e tratá-los aos primeiros sinais, evitando agravamentos.

Essas informações foram úteis? Para saber mais sobre exames específicos de urina, entre em contato com o PAT Análises Clínicas!

Posts relacionados

Deixe um comentário